Blefaroplastia – Cirurgia plástica das pálpebras

Blefaroplastia – Cirurgia plástica das pálpebras

 

Os olhos são normalmente as primeiras estruturas da face a demonstrar sinais do tempo. Com o passar dos anos ocorre um enfraquecimento dos ligamentos e pele das pálpebras, com protrusão das bolsas de gordura dos olhos e sobras de pele, tanto nas pálpebras superiores quanto inferiores.
A blefaroplastia, através de suas várias técnicas, visa devolver o ar jovial do olhar, estrutura central da face.
É essencial que durante a consulta médica você discuta todas suas expectativas quanto ao resultado da cirurgia. Só assim, junto com seu cirurgião plástico, poderá ser definido um plano cirúrgico possível, que se aproxime das suas expectativas e ao mesmo tempo seja seguro e propicie um resultado natural.

Pré-operatório:

– São solicitados exames de laboratório de rotina. Dependendo da sua idade e condições de saúde, podem ser solicitados também exames cardiológicos e outros específicos.

– Devem ser comunicados ao cirurgião todos medicamentos em uso, inclusive fitoterápicos. Alguns medicamentos, principalmente anticoagulantes e AAS devem ser suspensos no mínimo 7 dias antes do procedimento.

– Deve ser obedecido o Jejum absoluto (sólidos e líquidos) de 8 horas antes da cirurgia.

 

Procedimento Cirúrgico:

– Você discutirá com o cirurgião e o anestesista o tipo de anestesia mais indicado para o seu caso. As técnicas possíveis são a anestesia local com sedação (mais comum) ou geral em casos específicos.

– Na blefaroplastia superior é realizada incisão na prega natural da pálpebra para retirada do excesso de pele e bolsas de gordura. Essa localização ajuda a esconder a cicatriz cirúrgica, que tende a ficar imperceptível com o passar do tempo. Na blefaroplastia inferior, é feita a incisão logo abaixo dos cílios, o que também ajuda a esconder a cicatriz. Em casos e que não há necessidade de retirada de pele, a incisão é realizada na parte interna da pálpebra, não resultando em cicatriz visível.

 

Pós-operatório:

– Você receberá alta em algumas horas após o procedimento.

– A dor no pós operatório é leve e é resolvida com analgésicos comuns, diminuindo gradualmente com o passar dos dias.

– É esperado edema (inchaço) e equimoses (roxos) no pós operatório, que irão diminuindo quase por completo até a segunda semana de pós operatório. O resultado final da cirurgia, entretanto, só é alcançado após alguns meses. O uso de maquiagem no pós operatório é permitido para camuflar as equimoses assim que retirados os pontos (entre 4 a 7 dias).

– É necessário o uso de compressas geladas na face nos dias imediatamente após a cirurgia para acelerar a diminuição do edema e equimoses.

– Apesar de ainda restar algum edema residual, normalmente o retorno ao trabalho pode ser feito após a primeira semana, dependendo da sua atividade.

 

Date

16 Mai 2019

Tags

Face