Abdominoplastia em âncora

Abdominoplastia em âncora

A abdominoplastia em âncora é a cirurgia plástica que visa devolver o contorno e o tônus abdominal aos pacientes com grande flacidez e sobra de pele abdominal após perda de muito peso. Normalmente em pacientes que realizaram cirurgia bariátrica (redução de estômago) a sobra de pele abdominal é muito grande e forma o que os médicos chamam de abdome em avental.
Nesses casos a abdominoplastia tradicional nem sempre resolve adequadamente o problema, sendo necessário também ressecar a pele que sobra lateralmente no abdome. Esse procedimento acrescenta uma cicatriz a mais no procedimento. Essa cicatriz vertical extra, juntamente com a cicatriz horizontal da abdominoplastia, forma o desenho de uma âncora, dai o apelido deste procedimento. Embora essa cirurgia acrescente uma cicatriz a mais, o resultado no contorno corporal é excelente, e essa cicatriz tem a tendência de ficar discreta com o passar do tempo.
Nesses pacientes, é comum que haja sobra de gordura na região dos flancos. Desta maneira, normalmente se indica em conjunto a lipoaspiração para um melhor resultado.
É essencial que durante a consulta médica você discuta todas suas expectativas quanto ao resultado da cirurgia. Só assim, junto com seu cirurgião plástico, poderá ser definido um plano cirúrgico possível, que se aproxime das suas expectativas e ao mesmo tempo seja seguro e propicie um resultado natural.

Pré operatório:

– São solicitados exames de laboratório de rotina. Dependendo da sua idade e condições de saúde, podem ser solicitados também exames cardiológicos e outros específicos.

– Dependendo do exame físico, pode ser solicitado também uma ecografia da parede abdominal, para detecção de hérnias abdominais.

– Devem ser comunicados ao cirurgião todos medicamentos em uso, inclusive fitoterápicos. Alguns medicamentos, principalmente anticoagulantes e AAS devem ser suspensos no mínimo 7 dias antes do procedimento.

– Deve ser obedecido o jejum absoluto (sólidos e líquidos) de 8 horas antes da cirurgia.

 

Procedimento Cirúrgico:

– Você discutirá com o cirurgião e o anestesista o tipo de anestesia mais indicado para o seu caso. As técnicas possíveis são a anestesia geral ou peridural.

– Serão realizadas duas incisões, uma que retirará a sobra de pele no sentido vertical e uma que retirará a sobra de pele no sentido horizontal/lateral (é essa que difere da abdominoplastia tradicional). Será realizada então correção da diástase abdominal.

– Poderá ser deixado por poucos dias um dreno no abdômen, para evitar acumulo de líquidos.

– Muitas vezes está indicada conjuntamente com a abdominoplastia a lipoaspiração. Você decidirá junto com seu cirurgião plástico se essa é uma opção adequada para você.

 

Pós operatório:

– Você provavelmente receberá alta no dia seguinte a cirurgia.

– A dor no pós operatório é resolvida com analgésicos comuns, um dolorimento é esperado nas primeiras semanas.

– É necessário o uso de uma malha modeladora por pelo menos 30 dias, além de curativos com micropore sobre as incisões.

– A melhora do contorno corporal ocorre imediatamente após a cirurgia, entretanto no pós operatório é esperado edema (inchaço) e equimoses que irão melhorando ao longo das semanas. Apesar do resultado inicial já apresentar uma grande melhora com relação ao pré operatório, um resultado mais natural é esperado com o passar dos meses.

– O retorno ao trabalho é feito entre 2 a 4 semanas, dependendo da sua atividade. Atividades que exigem um maior esforço físico podem exigir um tempo maior de afastamento.

– Você retomará suas atividades físicas gradualmente após a cirurgia, mas durante o primeiro mês exercícios vigorosos estão contra indicados.

– Você precisa saber que o resultado final da cirurgia também depende de você: Cuidar da cicatriz e hidratar diariamente a pele fazem parte dos cuidados. Atente para todas as orientações do seu cirurgião.

– Para as mulheres, a abdominoplastia não impede futuras gestações, entretanto é recomendado que você não engravide nos dois primeiros anos após a cirurgia. Também é importante saber que uma gestação poderá ocasionar perda de parte do resultado cirúrgico.

Date

16 Mai 2019

Tags

Cirurgia após Perda de Peso