Mastopexia – reposicionamento das mamas

Mastopexia – reposicionamento das mamas

 

Existem vários fatores que contribuem para a flacidez e ptose da mamas(nome técnico para mamas caídas): envelhecimento, mudanças grandes de peso e amamentação por exemplo. Algumas mulheres são geneticamente propensas a apresentar mamas mais caídas e com um contorno inestético.
A mastopexia é a cirurgia indicada para reposicionar as mamas caídas e flácidas, deixando-as esteticamente atraentes e melhorando a harmonia do contorno corporal.
Em alguns casos, quando além de caídas as mamas são pequenas, pode ser associada a colocação de próteses de silicone juntamente com a mastopexia. Esse procedimento se chama mastopexia com prótese.
É essencial que durante a consulta médica você discuta todas suas expectativas quanto ao resultado da cirurgia. Só assim, junto com seu cirurgião plástico, poderá ser definido um plano cirúrgico possível, que se aproxime das suas expectativas e ao mesmo tempo seja seguro e propicie um resultado natural.

Pré-operatório:

– São solicitados exames de laboratório de rotina e exames das mamas. Dependendo da sua idade e condições de saúde, podem ser solicitados também exames cardiológicos, entre outros.

– São solicitados para todas as pacientes mamografia e/ou ecografia mamária pré-operatória.

– Devem ser comunicados ao cirurgião todos medicamentos em uso, inclusive fitoterápicos. Alguns medicamentos, como anticoagulantes e AAS devem ser suspensos no mínimo 7 dias antes do procedimento.

– Deve ser obedecido o jejum absoluto (sólidos e líquidos) de 8 horas antes da cirurgia.

 

Procedimento Cirúrgico:

– Você discutirá com o cirurgião e o anestesista o tipo de anestesia mais indicado para o seu caso. As técnicas mais usadas são a anestesia geral e a peridural.

– Existem diferentes técnicas cirúrgicas de mastopexia. Elas variam em relação ao formato da mama; às cicatrizes resultantes (em “T invertido” e ao redor da argola ou somente cicatriz ao redor da aréola, por exemplo); à colocação ou não de prótese de silicone. A decisão sobre qual a melhor cirurgia para você só poderá ser tomada após longa conversa com seu cirurgião.

– Algumas vezes é indicado associar à mastopexia a lipoaspiração da parte lateral do tórax para melhorar o contorno dessa área do corpo. Isso será discutido e decidido juntamente com você.

– De um modo geral, a colocação de prótese mamária de silicone é indicada quando, além de elevar, a paciente deseja aumentar o volume das mamas.

– Em alguns casos, pode ser deixado um dreno em cada mama no primeiro dia, para evitar acúmulo de líquidos.

 

Pós-operatório:

– Você provavelmente receberá alta entre 8 e 24 horas após a cirurgia.

– A dor no pós operatório é resolvida com analgésicos comuns, e um dolorimento é esperado nas primeiras semanas.

– É necessário o uso de sutiã modelador por pelo menos 30 dias.

– A melhora do formato da mama acontece imediatamente após a cirurgia, entretanto no período pós-operatório inicial é esperado edema (inchaço) e equimoses que irão melhorando ao longo das semanas.

– Você retomará suas atividades físicas gradualmente após a cirurgia, mas durante o primeiro mês exercícios vigorosos estão contra indicados.

– O retorno ao trabalho é feito em aproximadamente 2 semanas, dependendo da sua atividade. Atividades que exigem um maior esforço físico podem exigir um tempo maior de afastamento.

– A duração do resultado da cirurgia vai depender da sua idade, do seu tipo de pele e do seu tipo de mama, além dos cuidados no período pós-operatório. Você deve saber, entretanto, que com o passar dos anos ocorre uma lenta e progressiva perda do resultado da cirurgia.

– Uma nova queda das mamas, causada principalmente pelo envelhecimento, por mudanças grandes no peso ou por gestação e amamentação, pode ser tratada por uma segunda cirurgia de mastopexia.

– A cicatriz da cirurgia de mama é posicionada de maneira que fique escondida pelo uso de roupas e pela maioria dos biquínis. Com o passar dos meses, a cicatriz vai amadurecendo e se tornando cada vez mais discreta e até imperceptível, mas uma cicatriz nunca desaparece por completo.

– A cirurgia das mamas não impede futuras gestações e amamentação do bebê, mas a gravidez pode ocasionar a perda de parte do resultado da cirurgia. A amamentação pode acontecer normalmente após a cirurgia de redução mamária, e não existem estudos médicos mostrando dificuldade no aleitamento materno causada por cirurgias plásticas de mama realizadas adequadamente.

Date

16 Mai 2019

Tags

Mama