Correção de ginecomastia

Correção de ginecomastia

Cirurgia plástica para redução das mamas no homem
O crescimento das mamas no homem é chamado de ginecomastia. Ela ocorre com maior frequência na adolescência, algumas vezes por desequilíbrios hormonais, mas geralmente por causas indeterminadas. Em homens mais velhos o motivo mais comum é o uso de medicamentos. Essa condição causa grandes constrangimento social, muitas vezes impedindo o homem de ir à praia ou de praticar esportes sem camisa.
O aumento das mamas pode ser decorrente de aumento da glândula mamária (tecido glandular), por deposição de gordura (tecido adiposo) na região das mamas, ou pela associação dos dois fatores. A correção da ginecomastia é uma cirurgia relativamente simples, que resolve essa condição tão desagradável para o homem.
É essencial que durante a consulta médica você discuta todas suas expectativas quanto ao resultado da cirurgia. Só assim, junto com seu cirurgião plástico, poderá ser definido um plano cirúrgico possível, que se aproxime das suas expectativas e ao mesmo tempo seja seguro e propicie um resultado natural.

Pré-operatório:

– Para investigar a causa da ginecomastia, antes da cirurgia é necessário uma avaliação endocrinológica completa, além de exames básicos pré-operatórios.

– Deve ser comunicado ao cirurgião todos medicamentos em uso, inclusive fitoterápicos. Alguns medicamentos, como anticoagulantes e AAS devem ser suspensos no mínimo 7 dias antes do procedimento.

– Deve ser obedecido o jejum absoluto (sólidos e líquidos) de 8 horas antes da cirurgia.

 

Procedimento Cirúrgico:

– Você discutirá com o cirurgião e o anestesista o tipo de anestesia mais indicado para o seu caso. As técnicas anestésicas mais usadas são a anestesia geral ou local com sedação.

– O tipo de cirurgia depende do aumento da glândula mamária e da deposição de gordura: quando ocorrer apenas aumento da glândula mamária, o tratamento consiste em retirada do excesso de glândula. O exame físico feito pelo cirurgião vai revelar se, no seu caso, é necessário associar lipoaspiração à ressecção da glândula.

– A incisão cirúrgica normalmente é pequena e fica na parte inferior da aréola. Em casos em que é necessária a redução da aréola, a incisão será em toda sua circunferência. Em casos mais graves, onde há grande volume de mama ou sobra de pele, pode ser necessária uma cicatriz maior.

– Excepcionalmente, pode ser deixado um dreno em cada mama no primeiro dia, para evitar acúmulo de líquidos.

 

Pós-operatório:

– Você provavelmente receberá alta entre 8 e 24 horas após a cirurgia.

– A dor no pós operatório é resolvida com analgésicos comuns, um dolorimento é esperado nas primeiras semanas.

– É necessário o uso de uma malha modeladora por pelo menos 30 dias afim de acelerar a diminuição do edema (inchaço).

– A melhora no aspecto do tórax é observado logo após a cirurgia, apesar do edema (inchaço) e da equimose (roxos), que irão diminuindo no decorrer das semanas.

– Durante o primeiro mês após a cirurgia, exercícios vigorosos estão contraindicados. Você retomará suas atividades físicas gradualmente, e frequentemente após 2 meses os pacientes estão aptos a realizar qualquer esforço.

– O retorno ao trabalho é feito em 5 a 7 dias, dependendo da sua atividade. Profissões que exigem um maior esforço físico podem exigir um tempo maior de afastamento.

Compartilhe isso:
E-mailFacebookLinkedInTelegramWhatsAppMais
Categoria: Cirurgia Plástica Masculina, Procedimentos

← Lipoaspiração MasculinaBlefaroplastia – Cirurgia plástica das pálpebras →
Deixe um comentário
Digite seu comentário aqui...
Digite seu comentário aqui...

Date

16 Mai 2019

Tags

Cirurgia Plástica Masculina